sexta-feira, 11 de abril de 2014

de "Ordálio" - 19

Da olaria cósmica, nem um
cometa pelo céu resta. Só um rastro
perpétuo de uma ogiva
de fogo e sangue e morte.

E um corpo ofióide, que silva
pendente na árvore do saber,
espera que alguém lhe resgate
a maçã que na boca possui.

in "Ordálio" (e-book, Virtualbooks, Brasil, 2004)
Enviar um comentário