domingo, 22 de fevereiro de 2015

de "Variações sobre tema de Vítor Matos e Sá: Invenção de Eros" - 22


22.

Enumero o que resta, o que fica
no silêncio da casa.

Nos risos gravados
na madeira
que ainda sussurra
na lareira.

Tudo aguarda
pelo teu olhar.

Como um deus sem palavras,
esquecido,

desabitado? 

in "Variações sobre tema de Vítor Matos e Sá: Invenção de Eros" (Edium Editores, Matosinhos, Portugal, 2007) - Prémio de Poesia Vítor Matos e Sá – 2007, organizado pelo Conselho Científico da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra); "Viagem pelos livros" (Escrituras, São Paulo, Brasil, 2011)
Enviar um comentário