sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

de "Trinta mais uma odes" - 19


Não promete a semente ser a flor.
Entrega-se ao rigor do seu desígnio
            De demandar o sol,
            De ser corpo de luz.

Não prometas palavras que não tens,
Nem rios e nem versos não nascidos.
            Em cada boca nasce
            A voz que a pronuncia.

in "Trinta mais uma odes" (e-book, Virtualbooks, Brasil, 2007)
Enviar um comentário