segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

de "Trinta mais uma odes" - 8


Dizes-me a flor de maio, o sol de agosto,
Mas tudo no seu tempo tem o tempo
            Certo para saber
            O seu próprio tempo.

Pois nada os deuses deram por acaso.
Tudo pulula, tudo cresce, tudo
            Se rege no caminho
            Pelo tempo traçado.

in "Trinta mais uma odes" (e-book, Virtualbooks, Brasil, 2007)
Enviar um comentário