quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

de "Trinta mais uma odes" - 24


Os acordes acordam na palavra,
Na adormecida estrofe do poema.
            São os olhos do sonho
            Que os despertam do pó.

Ou, talvez, as mãos, pássaros fluentes
Na secreta alquimia da alvorada,
            Do conjugar da música
            De todas as chegadas.

in "Trinta mais uma odes" (e-book, Virtualbooks, Brasil, 2007)
Enviar um comentário