quarta-feira, 19 de novembro de 2014

de "Afluentes do poema" - 19


Conta uma a uma cada moeda. As
doze com que compraste essa figueira
onde do chão, por onde o pão germina,
tua fuga, pendente, desenhaste.

in "Afluentes do poema" (e-book, Virtualbooks, Brasil, 2006)
Enviar um comentário