quinta-feira, 6 de novembro de 2014

de "Afluentes do poema" - 6


No fim, será somente um ponto. Final
de um caminho. O que cruza esta fronteira,
recolhe entre mãos pó. Semente de
poema que em silêncio se gera.

in "Afluentes do poema" (e-book, Virtualbooks, Brasil, 2006)
Enviar um comentário