quinta-feira, 20 de novembro de 2014

de "Afluentes do poema" - 20


dizem que perco tempo
sentado à beira deste rio
mas como se pode
aqui
perder tempo
se suave e doce é seu passar
e a vida nada mais é
do que este destino
de demandar a foz
sem outra condição

in "Afluentes do poema" (e-book, Virtualbooks, Brasil, 2006)
Enviar um comentário