quarta-feira, 10 de setembro de 2014

de "À beira do silêncio" - 46 a 50


ÍCARO

Ícaro não vem.
Sem asas, resignara-se
a voar.

ILHA

Um desenho azul
de aves, a ilha, em voo
circular no horizonte.

INTERAMNE

Entre águas, escuta
o insinuante nascer
do rumor do silêncio.

INTERMEZZO

Entre astros,
estrelas cintilantes,
o pó.

INTERMÚNDIO

Entre mundos, a solidão
de não estar aqui
ou em lado algum.

in "À beira do silêncio (uma centena de experiências em poetrix)" (e-book, Virtualbooks, Brasil, 2006)

Enviar um comentário