quarta-feira, 4 de março de 2015

de "Poemas com rosto" - 7 e 8


EL REI DOM DINIS

esta é a língua em que vos escrevo
em que vos falo

a que flui
célere
nas veias vegetais de cada verso

onde sonho e amo
onde planto a semente de um país
onde ergo a bandeira
de um desejo
ou as asas
de um poema navegante

*

Ai flores, ai flores do verde pinho,
se sabedes novas do meu amigo!

El Rei Dom Dinis

por que parto se promove
o momento da partida

por que instante se esboça
o nascimento da ausência

cada momento é um escutar
das novas da distância

e nada se pronuncia
nos lábios
das flores do verde pinho

nada cintila neste cais
só o sol
que se derrama pelas águas

in "Poemas com rosto" (e-book, Virtualbooks, Brasil, 2007)
Enviar um comentário